Julián Carrón, Há esperança?

Há esperança?

O fascínio da descoberta
Julián CarrónCompanhia Ilimitada 2021
Seiten: 216

Neste volume, o presidente da Fraternidade de Comunhão e Libertação aborda uma das perguntas mais difundidas nesta época dominada pela incerteza: «Há esperança?» O impacto com a dureza da realidade fez vir à tona toda a nossa necessidade humana. Também nestes tempos dramáticos, e talvez ainda mais, o coração de cada um de nós não se contenta com respostas parciais e grita o desejo por algo que esteja realmente à altura do desafio.

«Um imprevisto é a única esperança», disse Montale. Na história ecoou o anúncio desse imprevisto, que fez com que os primeiros que encontraram Jesus sentissem um sobressalto. Desde então, a semente da esperança entrou no mundo e vem firmando suas raízes em pessoas que, ao encontrá-la, têm seu coração reaceso e reanimado. Vemos em nós uma «estranha positividade» e a audácia de desafiarmos o mal, a dor e até a morte, em virtude de uma experiência presente.